Você já pensou sobre os efeitos dos ruídos hospitalares sobre os usuários e trabalhadores?


Quando sentimos dor ou quando queremos realizar uma tarefa onde a concentração é importante é que percebemos a importância do silêncio no ambiente. É muito comum chegarmos ao final de uma jornada de trabalho, cansados, tensos, com cefaléia sem conseguirmos identificar a causa de tanto desconforto. No ambiente hospitalar temos uma diversidade de fontes geradoras de ruídos (equipamentos e seus alarmes, macas, carros de transporte de materiais e roupas, campainhas, telefones, conversas, entre outros) que muitas vezes são incorporados ao processo de trabalho e passam despercebidos, porém não sem causar uma série de transtornos aos sujeitos presentes.

Foi estudando os efeitos deletérios dos ruídos sobre a qualidade de vida dos trabalhadores e sobre o limiar de dor do paciente, que a acadêmica de enfermagem , da equipe de humanização de um hospital público de Belo Horizonte, Yanna Oliveira Botelho Guimarães implantou o projeto "Minimização dos ruídos hospitalares". Para ela, "o trabalho está vinculado a várias significações e pode ser considerado, atualmente, parte importante da constituição dos indivíduos. Nesse sentido, para que as pessoas sejam capazes de construir-se como sujeito psicológico e social no ambiente de trabalho é necessário garantir não apenas a harmonia nas relações interpessoais, mas organização, flexibilidade e liberdade no trabalho. Neste espaço o sofrimento pode manifestar-se em situações de desequilíbrio ambiental, social e psíquico, sendo os ruídos um desses agentes promotores de alterações fisiológicas e de sofrimento, inclusive nos setores hospitalares, seja para os trabalhadores, seja para os pacientes. Tornando-o potencialmente nocivo à saúde, podendo gerar alterações na comunicação, baixo desempenho, fadiga, estresse, doenças e acidentes de trabalho. Percebe-se que a implementação de ações de sensibilização voltadas para a minimização dos ruídos é fundamental não somente para as relações entre os profissionais, mas também para melhor acolher os acompanhantes e valorizar a assistência aos pacientes. Reconhecendo a equipe e beneficiários na sua integralidade." O projeto prevê ações de sensibilização através de rodas de conversa, mensuração dos ruídos em cada setor e estabelecimento de planos de ação para reduzir os níveis de ruído. Pensar sobre sua contribuição para obter um ambiente tranquilo é uma boa prática!!


Featured Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square