Você já pensou sobre os efeitos dos ruídos hospitalares sobre os usuários e trabalhadores?

December 12, 2015

 

Quando sentimos dor ou quando queremos realizar uma tarefa onde a concentração é importante é que percebemos a importância do silêncio no ambiente. É muito comum chegarmos ao final de uma jornada de trabalho, cansados, tensos, com cefaléia sem conseguirmos identificar a causa de tanto desconforto. No ambiente hospitalar temos uma diversidade de fontes geradoras de ruídos (equipamentos e seus alarmes, macas, carros de transporte de materiais e roupas, campainhas, telefones, conversas, entre outros) que muitas vezes são incorporados ao processo de trabalho e passam despercebidos, porém não sem causar uma série de transtornos aos sujeitos presentes. 

Foi estudando os efeitos deletérios dos ruídos sobre a qualidade de vida dos trabalhadores e sobre o limiar de dor do paciente, que a acadêmica de enfermagem , da equipe de humanização de um hospital público de Belo Horizonte, Yanna Oliveira Botelho Guimarães implantou o projeto  "Minimização dos ruídos hospitalares". Para ela, "o trabalho está vinculado a várias significações e pode ser considerado, atualmente, parte importante da constituição dos indivíduos. Nesse sentido, para que as pessoas sejam capazes de construir-se como sujeito psicológico e social no ambiente de trabalho é necessário garantir não apenas a harmonia nas relações interpessoais, mas organização, flexibilidade e liberdade no trabalho. Neste espaço o sofrimento pode manifestar-se em situações de desequilíbrio ambiental, social e psíquico, sendo os ruídos um desses agentes promotores de alterações fisiológicas e de sofrimento, inclusive nos setores hospitalares, seja para os trabalhadores, seja para os pacientes. Tornando-o potencialmente nocivo à saúde, podendo gerar alterações na comunicação, baixo desempenho, fadiga, estresse, doenças e acidentes de trabalho. Percebe-se que a implementação de ações de sensibilização voltadas para a minimização dos ruídos é fundamental não somente para as relações entre os profissionais, mas também para melhor acolher os acompanhantes e valorizar a assistência aos pacientes. Reconhecendo a equipe e beneficiários na sua integralidade." O projeto prevê ações de sensibilização através de rodas de conversa, mensuração dos ruídos em cada setor e estabelecimento de planos de ação para reduzir os níveis de ruído.  Pensar sobre sua contribuição para obter um ambiente tranquilo é uma boa prática!!

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square