COMO TUDO COMEÇOU?

October 5, 2015

Trabalhando há quase 30 anos com educação na área da saúde, por diversas vezes pude presenciar práticas educativas que não conseguiam transformar a realidade dos sujeitos, quer fossem profissionais ou usuários dos serviços de saúde.

 

A maioria delas tinha como centralidade o “fazer”, sem que a realidade dos envolvidos fosse considerada e consequentemente os aspectos nela envolvida: crença, valores, habilidades, desejo, entre outros.

 

Pude perceber que tais práticas eram não apenas pouco produtivas, mas geravam sofrimento e a crença de que o processo de trabalho em saúde, já complexo pelos aspectos relacionais nele envolvidos, seria imutável.

 

Esta visão provoca nos trabalhadores uma prática profissional onde o vínculo, e a responsabilização pelas demandas do outro cedem espaço ao trabalho mecânico, frio e pouco resolutivo.

 

Comprometida com a crença de que, não perder a capacidade de se indignar com a realidade que nos cerca nos coloca em movimento, busquei estratégias para a formação de competências destes atores (para além da técnica) e pude perceber que quando provocados em suas potencialidades o processo de transformação gera boas práticas.

 

Como projetos comuns potencializam desejos e possibilidades, busquei parceria com pessoas que compartilhavam destes mesmos incômodos e nos surpreendemos com mais gente querendo ser mais gente.

 

Estava lançada a semente para a transformação através da formação de competências cognitivas, atitudinais e procedimentais aplicáveis a cada realidade. Como fruto de uma construção coletiva também nos transformamos e chegamos ao que hoje consideramos um dos caminhos necessários para uma saúde em defesa da vida.

 

Junte-se a nós e venha ser mais gente !!!

 

 

Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square